Há duas formas

... categoricamente diferentes de lidar com catástrofes naturais colectivas.

A primeira corresponde ao principio de precaução, corresponde à ideia que na ausência de certezas, dado o estado actual do conhecimento científico e tecnológico, que a adopção de medidas efectivas e preventivas que evitarão danos graves e irreversíveis no meio ambiente a um custo económico aceitável.

Mas a consciência de que as alterações climáticas já ocorrem e que as suas consequências são inevitáveis são a nossa melhor arma para as combater.

Porque temos futuro hoje.

Podemos retroativamente preveni-las. Alterar as condições dessa possibilidade.

Hoje no futuro.

Criado/Created: 20-07-2019 [12:28]

Última actualização/Last updated: 06-08-2019 [15:47]


Voltar à página inicial.


GNU/Emacs Creative Commons License

(c) Tiago Charters de Azevedo