Se há coisa

... que as grandes transições nos mostram é que as mudanças importantes são sempre acompanhadas por uma grande de dose de espontaneidade. Essas mudanças quando não suportadas por factos científicos ou consensos sociais são normalmente impostas com agressividade e desprezo.

A primeira foi aquilo a que assistimos na manifestação global na "Climate Strike", a segunda a vontade daqueles que desprezaram a iniciativa para que tudo permaneça convenientemente na mesma. Não percebem quanto da nossa liberdade individual depende da estabilidade do ecossistema em que vivemos. E por isso os que atacaram os estudantes pela participação na greve climática, da esquerda à direita, nunca perceberão o que está à nossa frente: que o nosso futuro colectivo vale mais do que vosso lucro (frase de uma manifestante).

A mensagem da Amnistia Internacional expressa bem a mensagem. Que devemos protestar, ter direito a um futuro seguro, a uma justiça climática que pode muito bem ser entendida como um direito humano, a agir de acordo com as lições que aprendemos. E temos direito à mudança na participação. Todos juntos.

E por isso temos com que nos alegrar e explicitar que se às pessoas lhes for dado o poder de controlar as suas vidas coisas boas acontecem.

Criado/Created: 16-03-2019 [12:44]

Última actualização/Last updated: 19-07-2019 [12:12]


Voltar à página inicial.


GNU/Emacs Creative Commons License

(c) Tiago Charters de Azevedo